Encanto da Alegria Campeã 2018

Destacado

Em 10 de Dezembro de 1998 nascia a Maracatu Nação Encanto da Alegria, fundado pela Yalorixá filha de Xangô e Iansã Ivanize Maria Tavares, Que antes era Rainha do Leão de Judah onde foi trocada pela sua idade mais avançada por uma Rainha mais nova, mas mesmo assim ela não desistiu e concebeu sua nação no Bairro de Água Fria. Hoje seu atual Presidente se chama Clovis Cosmos que também é o Rei da nação.

Teve como Primeiro Mestre (Antonio Pereira de Sousa) Mestre Toinho que vinha do maracatu Cambinda Estrela de Casa Amarela (Um dos bairros de Recife) foi mestre também da Nação Elefante da saudosa Dona Santa, foi Pupilo do saudoso Luís de França do Maracatu Leão Coroado. Antes de sair da nação por questões de saúde deixou sua cria o Mestre Felipe no comando e ao seu comando leva o E.A. para seu primeiro campeonato.

Fundadora: Rainha Ivanize

Presidente e Rei: Clóvis Cosmos

Mestre Toinho

Mestre Felipe

 

AMANPE: Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco.

Destacado

 

É com Grande prazer que fechamos uma parceria com a AMANPE: Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco e em breve esperamos hospedar todas ou o máximo as Nações possíveis em nosso Portal.

Fundada no dia 08 de Agosto de 2009, em uma assembléia geral com a presença de 15 maracatus nação, a AMANPE – Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco – vem concentrando suas ações na perspectiva de promover a isonomia entre todos os seus associados, seja apoiando-os no carnaval, seja criando ações que permitam aos mesmos dispor de visibilidade ao longo do ano.
A AMANPE já conquistou ações de grande importância, como exemplo a realização da I prévia da Noite dos Tambores Silenciosos do Recife (em 2010), o registro em áudio-visual dos desfiles das três categorias do concurso de maracatus da cidade do Recife, além do apoio efetivo para a realização do inventário sonoro que foi gravado de Agosto de 2010 a Janeiro de 2011. E o Inventário que tornou os Maracatus¹* e o Caboclinho patrimônio Imaterial do Brasil iniciado seus tramites em 2012 e 2013 aprovado em Dezembro de 2014.

Nações de Maracatu Filiadas:
Encanto da Alegria, Gato Preto, Almirante do Forte, Cambinda Estrela, Oxum Mirim, Estrela Dalva, Axé da Lua, Porto Rico, Estrela Brilhante do Recife, Raízes de Pai Adão, Aurora Africana, Leão da Campina, Cambinda Africana, Encanto do Pina, Sol Nascente, Nação de Luanda, Tupinambá, Linda Flor, Leão Coroado, Estrela Brilhante de Igarassu, Baque Forte, Xangô  Alafin, Estrela de Olinda, Maracatu Elefante,Tigre.

Nações Filiadas mas sem atividade²*:

Leão de Judá, Encanto do Dendê, Rosa Vermelha e Lira do Morro da Conceição.

Chegando a um total de 29 Nações sendo representada por esta Associação.

Presidente: Fábio Sotero
Vice – Presidente: Wanessa Paula
Tesoureiro: Felipe Itaiguara

 

 

Maracatus¹*: Foi usado o termo no plural pois há dois tipos de Maracatus Nação existente em Pernambuco o de Baque Solto e o de Baque virado.
Nações Filiadas mas sem atividade²*: Estão vinculadas a Federação mais não estão disputando em no Museu.

Patrimônios Culturais Imateriais do Brasil: Maracatu Nação, o Maracatu Baque Solto e o Cavalo Marinho.

Destacado

O Maracatu Nação, Maracatu Baque Solto e Cavalo Marinho – expressões culturais e musicais repletas de simbologia – foram tombados como Patrimônio Imaterial do Brasil. A decisão foi tomada por unanimidade durante reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, do IPHAN, no dia 03/12/2014 em Brasília (DF).

Quem comemorou o título dado aos maracatus e cavalo marinho foi Fábio Sotero, presidente da Associação dos Maracatus Nação de Pernambuco e que acompanhou desde o início o processo de construção da candidatura ao título de Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. “Participei da equipe que fez o Inventário Nacional de Referências Culturais (INRC), e foi um processo de muito envolvimento e fortalecimento dos Maracatus Nação. Este é um passo importante, porque somos uma das manifestações culturais mais antigas deste estado”, explica Fábio Sotero.

Segundo ele, existem cerca de vinte e cinco grupos de Maracatu Nação em Pernambuco e deste total, entre dez a quinze estão ativos. “Esta titulação com certeza nos trará mais respeito e vai fortalecer principalmente os maracatus menos conhecidos”, reforça Fábio.

Maracatu Nação

Também conhecido como Maracatu de Baque Virado, apresenta conjunto musical percussivo e um cortejo real que sai as ruas durante o carnaval. No cortejo, há rei, rainha e outros personagens como baianas e orixás. Esse maracatu é entendido como forma de expressão que congrega relações comunitárias, compartilhamento de práticas, memória e fortes vínculos com o sagrado.

Maracatu Baque Solto

Ocorre durante as comemorações do Carnaval e da Páscoa. Compõe-se de dança, música e poesia e está associado ao ciclo canavieiro da Zona da Mata. As apresentações ocorrem na Região Metropolitana do Recife e outras localidades. Os mais antigos maracatus têm sua origem em engenhos por trabalhadores rurais, trabalhadores do canavial, cortadores de cana-de-açúcar, entre fins do século XIX e início do XX.
Diferente do Maracatu Nação, o Maracatu Baque Solto é um resultado da fusão de manifestações populares, como Cambindas, Bumba-meu-boi, Cavalo Marinho e Coroação dos Reis Negros.

Cavalo Marinho

É uma brincadeira popular que envolve performances dramáticas, musicais e coreográficas durante o ciclo natalino. Quem participa, em geral, são os trabalhadores da Zona da Mata, mas também há apresentações na região metropolitana do Recife e de João Pessoa (PB), entre outras localidades.
No passado, tinha lugar nos engenhos de cana-de-açúcar. Durante a apresentação, representam-se cenas do cotidiano e do mundo do trabalho rural, com variado repertório musical, poesia, rituais, danças, linguagem corporal, personagens mascarados e bichos, como o boi e o cavalo (que dá nome à brincadeira).

Fontes: Ministério da Cultura e Portal Cultura.PE

Mapeamento do Maracatu

Destacado

destaque_mapeamento

TECNOLOGIA SEM FRONTEIRAS

O QUE É?

O Maracatu.org.br criou o Mapeamento de Grupos e Nações de Maracatu de Baque Virado. Esta nova plataforma digital pretende reunir informações sobre grupos e nações de maracatu de todo o mundo, de maneira visual.

 POR QUE FOI CRIADO?

No início do projeto EncontroS 2012, a equipe desenvolveu uma pesquisa para reunir os interesses e sugestões dos grupos em relação ao projeto, com isso foram coletados diversos dados sobre a configuração atual de cada grupo que respondeu. Até a concretização do projeto, em novembro, a pesquisa tinha recebido 78 respostas de todo o mundo; dentre elas estão presentes grupos de maracatu, grupos percussivos que trabalham o gênero e também Nações.

Com o desenvolvimento do projeto e a parceria com o portal Maracatu.org.br, que fez o site do Encontros, ficou nítido o interesse de todos de publicar de alguma forma esse grande número de dados acumulados. Desta forma customizamos uma tecnologia que organiza as informações de maneira georeferenciada.

 COMO FUNCIONA?

Foi feito com o Tema para WordPress Mapas de Vista, criado pelo HackLab. Ela permite a criação de pontos nos mapas para receberem conteúdos. Os Grupos e/ou Nações que tiverem interesse de participar devem responder a pesquisa. Este é um trabalho permanente que pretende agregar o máximo de informações de Nações e Grupos nesta plataforma digital. Participe!

ACESSE AGORA O MAPEAMENTO.MARACATU.ORG.BR 

Oficina das Nações 2017.1

O Tambores de Olokun, com o apoio da Maracatu Brasil, leva para o Rio de Janeiro o Mestre Walter do Maracatu Nação Estrela Brilhante do Recife para dois dias imperdíveis de vivência, juntamente com Pitoco de Aira, um dos batuqueiros mais antigos da Nação. Ao final, haverá um grande cortejo para celebração desse momento único!

Mais informações clica no Flyer!

walter 1

Oficina das Nações 2017.1

Maracatu é fundamento!!!

Mestre Hugo Leonardo é representante da Nação de Maracatu Leão da Campina, do bairro de Ibura, no Recife. Ele vem trazendo pra Brasília 2 dias de oficinas de Maracatu de Baque Virado, tanto para iniciantes, quanto para pessoas que já tocam.

Vivência de muito amor, respeito, ritmo e fundamento para conhecermos um pouco do Baque de Angola.

Infos clica no Flyer

hugo

Encontro com os Mestres

A primeira edição do Encontro Com Os Mestres traz para o mesmo local o Samba de Mestre Dinho, o Maracatu de Mestre Chacon e o Samba Afro de Mestre Mario Pam.

Serão 3 dias de evento, sendo estruturados em 2 dias para as aulas (21 e 22 de abril das 10h às 21h, na Maracatu Brasil) e uma apresentação final no último dia na Fundição Progresso.

LINK PARA REALIZAÇÃO DA PRÉ-INSCRIÇÃO

https://goo.gl/forms/XcS4LeDAlrHrmrSY2

Mais informações clica no Flyer!

mestres

Oficina das Nações 2017.1

Maracatu Muiraquitã convida a todas e todos para a vivência de Maracatu de Baque Virado com o Mestre Hugo Leonardo da Nação do Maracatu Leão da Campina.

Direto de Recife para Alfenas, serão três dias de vivência, divididos em: 21/04 na parte da tarde mais voltado à teoria, uma boa conversa em roda com o mestre, e os outros dois dias (22 e 23/04) de muito Baque Angola.

Reservem a data! Levem seus instrumentos, talabartes e baquetas.

Mais informações Clica no Flyer

 

hugo

Baque do Tempo Convida

Oficina de maracatu com o batuqueiro da nação Estrela Brilhante de Recife!!!

Serão 3 dias de oficina, trazendo uma didática amigável adquirida no Brasil e exterior, de fácil compreensão, Pitoco vem mostrar todo o seu talento e Axé. Oportunidade única, aproveite!!!

Mais Informações clica no Flyer!

pipi

Grupo Abayomi Convida

Todos Convidados para conhecer Bauru – SP.

“E sentir como é comer um Bauru de verdade”

O Maracatu Abayomi convida a todos para a oficina com o Ogan e Batuqueiro Rumenig Dantas, Padrinho do Grupo, com muito axé na casa da Capoeira na praça Mestre Bimba, só axe nessa oficina!

Infos Clica no Flyer!

 

nik

Itaomi Convida!

Em Ubatuba se dá o incio das oficinas 2017 do batuqueiro e Ogan Rumenig Dantas e Karol Araujo ambos das duas Nações da zona sul de Recife, quem estiver para as bandas do litoral Norte paulista está mais do que convidado para ver o verde e vermelho brilhar junto com a menina dos olhos de Oyá!

Muito axé envolvido nessa oficina que se incia hoje dia 10 e vai até o próximo dia 12!

Informações Clica na foto!

itaomi

Eternas Saudades do Mestre dos Mestres!

Juvenal de Holanda Vasconcelos,mais conhecido como Naná Vasconcelos, Eleito oito vezes o melhor percussionista do mundo pela revista americana Down Beat (votação feita pelos críticos musicais da revista), e ganhador de oito prêmios Grammy (brasileiro com mais prêmio Grammy), era considerado uma autoridade mundial em percussão.

O músico, que comandou a abertura dos festejos de momo por 15 anos junto com as Nações de Maracatu de Baque virado são os responsáveis pela valorização da cultura negra e sua ancestralidade aflorada, valorizou também a percussão e dança brasileira, fazendo do Berimbau um instrumento solista em qualquer grupo, que seja de Jazz ou Orquestras Eruditas, exaltando a influência Afro-brasileira.

 

nana1

Zé Limeira convida!

Em Limeira interior de SP o Baque do Zé Limeira convida a todos para sua Oficina de Dança com o Aurélio Prates uma das Baianas Ricas de Sampa, com grandes vivências em vários grupos do estado e tb fora dele!

aurelio

Mestra Joana Cavalcante recebe Homenagens.

Neste dia 08 de Março, tão significativo para todas que estão em busca de igualdade, a Yakekerê Mestra Joana Cavalcante – a única Mestra de Maracatu de Baque Virado, à frente da Nação do Maracatu Encanto do Pina e idealizadora e coordenadora do Maracatu Baque Mulher – recebeu esta – entre outras homenagens – no programa Ritmos de Pernambuco transmitido pela Cine TV Nordeste via Facebook.

Confira o conteúdo completo do programa!

 

No Carnaval 2017, Mestra Joana também foi homenageada pelo Afoxé Omô Nilê Ogunjá, como você pode conferir clicando na foto.

Mestra Joana

A Equipe maracatu.org.br parabeniza a Mestra, com muito asè!!

 

 

3° Xirê Mukumby de Maracatu

O grupo Sorocabano filho das Nações Porto Rico e Encanto do Pina realizará de 24 a 26 de Março, o terceiro encontro encontro dos Filhos das Nações, com as presenças confirmadas do Mestre Chacon, Mestra Joana, da Dama de Paço Tenily Guian, dos Ogans Deivson Santana, Rumenig Dantas, Luiz (Água), E pela primeira vez no Evento a Presença do Edney Silva e Vitor Souza dois dos Carnavalescos da Nação Porto Rico, A Baiana Rica Jean de Oyá E os batuqueiros Jaimison e Lany Moura – ambos que tocam nas duas Nações.

Então, encontro Marcado no fim deste Mês em Sorocaba!

Infos clica no Flyer!

mukumby

chacon Joanalannynegaoedneyjeanvitortenilynikaguajaime